A cartilagem articular é resistente e elástica, recobre a superfície dos ossos das articulações e tem diversas espessuras, sendo maiores nas articulações mais solicitadas. Sua principal função é permitir o deslizamento articular de forma a evitar o atrito entre os ossos.
Traumas diretos nas articulações, micro traumas de repetição e doenças reumatológicas são causas comuns de lesão condral. 
A maior dificuldade na reabilitação destas lesões é o fato da cartilagem não ser
vascularizada, o que incapacita a sua cicatrização. Dentro dos recursos que temos atualmente, não há como repor a cartilagem lesionada. Dependendo do grau da lesão o tratamento é cirúrgico com colocação de próteses, nos casos menos graves recomenda-se o tratamento medicamentoso e a fisioterapia visando evitar a progressão da doença, mesmo nos casos cirúrgicos recomenda-se a fisioterapia pré e pós – operatória.
Eletroterapia com TENS, ultrassom, laser e microcorrente. Exercícios de alongamento, fortalecimento e correção postural são alguns dos recursos que podem ser utilizados pelo fisioterapeuta para evitar a piora da doença. Com a correta reabilitação o paciente consegue conviver com a lesão sem apresentar dor e com qualidade de vida.
Manter os músculos fortes, corrigir a postura e evitar esforços repetitivos são atitudes preventivas. Busque sempre a orientação de profissionais e viva com saúde !

Até Breve

Dra Danielle Dias
blog : funcionalfisioestetica.wordpress.com
e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
facebook : Funcional Fisio Estetica